Amplificador Valvulado: A Importância do Casamento de Impedância

facebooktwitter

Afinal, o que é impedância? E mais importante, como casar a impedância entre o seu amplificador valvulado e o seu gabinete para guitarra?

Ohm

Impedância é coisa de engenheiro, mas todo guitarrista precisa saber como fazer o tal casamento de impedância, sob o risco de danificar seus equipamentos. Aprenda aqui como fazer isso!

Impedância e os tais ohms

Para entender o que é impedância, a primeira dica é prestar atenção na própria palavra “impedância”, que dá a ideia de impedir. Pois bem, impedância é justamente a capacidade que o gabinete tem de impedir a passagem de elétrons.

O seu amplificador valvulado recebe o sinal da guitarra, amplifica e timbra esse sinal e gera um novo sinal mais potente na saída. Esse sinal mais potente “empurra” elétrons através do gabinete, que por sua vez, tenta impedir a passagem desses elétrons. Quanto mais o gabinete for capaz de impedir a passagem de elétrons, maior a sua impedância.

E os tais ohms? Pense assim: peso é medido em quilos, volume em litros e impedância em ohms. Simples assim. Para decorar mais fácil: cada ohm de um gabinete é como se fosse um homem a mais para “impedir” a passagem dos elétrons (peço perdão aos leitores técnicos e engenheiros que devem estar me xingando agora =P).

A “Empurrância” do Amplificador

Agora que você sabe o que é impedância, vamos fazer um teste rápido. Marque uma das alternativas, quanto maior a impedância de um gabinete:
a) Maior a potência?
b) Menor a potência?
c) Mais ele é “duro”?
d) Mais ele é confiável?
e) Nenhuma das anteriores

Se você respondeu a letra “e”, acertou em cheio. A impedância não tem relação com a potência do gabinete, nem com a sua confiabilidade, nem nada disso.

Antes de explicarmos melhor, você precisa entender o que é a “empurrância” do amplificador. O mais importante é: essa palavra não existe… quer dizer, existe sim! Eu acabei de inventar \o/

A empurrância de um amplificador é a “força” com que ele empurra os elétrons pelo gabinete. E quando o gabinete tem uma impedância maior, você precisa de uma saída do amplificador com empurrância maior para compensar isso.

Para decorar mais fácil: cada ohm na saída do amplificador valvulado é como se fosse um homem a mais para “empurrar” os elétrons. Resumindo: quanto maior a impedância, maior tem que ser a empurrância!

A importância do Casamento de Impedância

As saídas dos amplificadores valvulados são definidas em ohms. Esse valor é a impedância que as saídas esperam dos gabinetes conectados a ela. Uma saída de 8 ohms tem maior empurrância do que um saída de 4 ohms, porque um gabinete de 8 ohms vai impedir mais a passagem de elétrons do que um falante de 4 ohms.

O que acontece quando conectamos uma saída de 4 ohms em um gabinete de 8 ohms? Bom, nesse caso, a empurrância do amplificador valvulado é baixa e não consegue vencer a impedância do gabinete (homens de menos empurrando e homens demais impedindo). O resultado é um volume mais baixo, mas nem o amplificador nem a caixa vão sofrer danos.

Em geral não há problemas em se conectar saídas de menor impedância em gabinetes de maior impedância.

Vamos analisar agora o contrário: se conectarmos uma saída de 8 ohms em um gabinete de 4 ohms? Nesse caso, a empurrância da saída do amplificador valvulado é grande demais para a impedância da caixa (homens demais empurrando e homens de menos impedindo). Quando isso acontece, passam elétrons demais pelo gabinete, podendo danificar tanto o gabinete quanto o amplificador valvulado (que acaba fazendo muito esforço).

Nunca se deve conectar saídas de maior impedância em gabinetes de menor impedância!

O certo mesmo é casar as impedâncias! Ou seja, sempre procure conectar saídas de 4 ohms em gabintes de 4 ohms, saídas de 8 ohms em gabinetes de 8 ohms e saídas de 16 ohms em gabinetes de 16 ohms.

Resumão

  • A impedância não tem nenhuma relação com a potência ou a durabilidade do gabinete;
  • O casamento de impedâncias é importante para que o amplificador valvulado empurre os elétrons com a força certa enquanto o gabinete impede a passagem desses elétrons;
  • Conectar saídas de menor impedância em gabinetes de maior impedância gera perda de volume, mas não danifica nenhum dos dois;
  • Nunca se deve conectar saídas de maior impedância em gabinetes de menor impedância. Isso pode danificar tanto o amplificador valvulado quanto o gabinete.
  • Na dúvida: case as impedâncias! Saída de 8 ohms em gabinetes de 8 ohms, saídas de 4 ohms e gabinetes de 4 ohms e assim por diante.

Nota técnica

Peço desculpas aos leitores engenheiros e técnicos em eletrônica pela “licença poética” na explicação. Foi por uma boa causa!

 

Gostou do post? Tem dúvidas, críticas ou comentários? Tem sugestões para os próximos tópicos? Não deixe de deixar sua participação!

10 pensamentos em “Amplificador Valvulado: A Importância do Casamento de Impedância”

  1. Faço engenharia Elétrica e gente, é a melhor explicação do mundo, a licença poética foi muito bem utilizada, é claro que pra um engenheiro esse explicação pode ser banal, mas pra quem não é da área a explicação ficou simplesmente perfeita, parabéns.

    1. Valeu pela participação Uesner!
      Que bom que um estudante de engenharia pode perdoar a licença poética, hehehehe
      Espero que esteja ajudando a tirar a dúvida de quem não tem o conhecimento técnico.

  2. Ola pessoal.
    Eu tenho um receiver sherwood de saida 8ohms. Uso ele em meu home theater de 5.1 canais. Eu uso um conjunto de caixas sony. Sendo que as caixaa frontais e a central tem impedancia de 6 ohms e as surrounds tem 3 ohms. Minha pergunta é:
    Sabendo que as impedancias nao estao casadas e que asos canais surrounds por mandarem sinais mais fracos e que meu receiver nunca entrou em estado de proteçao e nunca queimou fusivel…teria algum problema serio nisso? Detalhe: ja uso ele a uns 3 anos. Me desculpem o texto muito grande. Valeu.

  3. Muito boa a explicação. Precisava dela, pois tenho um cabeçote valvulado em 4 ohms e queria testá-lo em uma caixa de 8 ohms. Na dúvida, pesquisei e encontrei esse texto super bem explicativo! Agora sei que posso fazê-lo sem problemas.
    Agradeço!

  4. E quanto a chave seletora de impedância? ela diminui a impedância de saída do amplificador para melhor se adequar (casar impedância) com os falantes? O meu amplificador veio com chave para 4, 8 ou 16, tem falantes de 8 ohm cada e 150wrms cada…qual posição deve permanecer? é um combo higain 50 da hiwatt.

    1. sim vc deve casar com a impedância do falante. são quantos falantes? como esta feita a ligação entre eles?
      uma forma bem simples é usar um multímetro na escala de resistência, ai vc deve ligar no valor que mais estiver próximo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *