Guitarra – A Importância de Um Set Equilibrado

facebooktwitter

Aquela velha filosofia de que tudo nada vida precisa de equilíbrio também serve para seu set. Não adianta investir uma nota altíssima na guitarra, desembolsar uma grana forte no amplificador e comprar, por exemplo, cabos baratos e de qualidade ruim. É preciso investir com coerência.

O Seu Set De Guitarra Está Equilibrado?

Para descobrir se o seu set está equilibrado ou não, é só fazer a seguinte pergunta: a qualidade e o preço de um ou mais itens é muito superior ao de outro(s)? Se a resposta for sim, com certeza o item de menor valor está comprometendo o resultado final que você poderia ter.

É claro que isso não significa que você tem que comprar tudo do bom o e do melhor (afinal, todo mundo tem um orçamento para o set). Mas significa que não adianta você investir uma fortuna na guitarra e comprar um gabinete ruim… é melhor comprar uma solução intermediária de cada um dos dois.

Dicas Para Montar Um Set Equilibrado de Guitarra

Existem alguns elementos essenciais quando falamos de um set para guitarra.

Pegada do Guitarrista

O primeiro de tudo: INVESTIR EM SI. Se você procura coerência não adianta investir somente em equipamentos caros. A pegada de cada guitarrista é o seu diferencial. É preciso estudo e muita prática!

O melhor músico com o pior equipamento é infinitamente melhor do que o pior músico com o melhor equipamento.

Guitarra

O sinal elétrico que sai da guitarra é o começo de tudo, já que o sinal vai passar por amplificação, efeitos, falantes e por aí vai. Por isso é essencial que o timbre da guitarra esteja de acordo com aquilo que você busca, seu estilo de som. Mais encorpado e equilibrado? Mais grave ou mais agudo?

O mais comum em um set desequilibrado é ter uma guitarra muito mais cara e de melhor qualidade que os outros itens. Afinal, guitarra é guitarra e acaba sempre sendo o mais valorizado na hora da compra.

Ok! Não está errado, mas é preciso compor, lembrar que a guitarra faz parte de um conjunto. As extensões dela também são igualmente importantes para um timbre final de bom resultado.

Se você realmente quer gastar todo o seu orçamento na guitarra, e deixar um quase-nada para o resto do set, encare isso como uma realidade temporária e se planeje para comprar o restante do set com qualidade o mais rapidamente possível.

E lembre-se: se o sinal que sai da guitarra não for de boa qualidade, não existe amplificador, pedal ou gabinete que vá corrigir isso. Por isso, a guitarra é um item tão importante no seu set.

Amplificador Para Guitarra

Também não adianta comprar um amplificador fantástico e economizar no gabinete. Se fizer isso, provavelmente o gabinete não vai acompanhar o amp e vai comprometer sua sonoridade. Ou seja, é uma economia falsa. O amplificador precisa de um bom gabinete para obter um excelente desempenho. Nesse sentido, uma dica legal é: em alguns casos, vale mais a pena comprar um gabinete 1×12 mais caro do que gabinetes baratos de 2×12, por exemplo.

O amplificador é onde a maior transformação no timbre acontece. Nele, o sinal elétrico da guitarra vira um sinal forte o suficiente para produzir som no alto-falante. É no amp que o sinal é equalizado, distorcido e timbrado.

O amplificador talvez seja o item que mais influencia no timbre final, até mais do que a guitarra. Por isso é importante que você escolha bem o seu amplificador (tem vários posts legais nesse blog sobre isso).

Não quer dizer, claro, que o amplificador faça milagres. É aquele negócio: se o sinal que vem da guitarra for de baixa qualidade, o som que vai sair do amp também será de baixa qualidade.

Pedais Para Guitarra

Os pedais… ah, os pedais! É com eles que você vai conseguir deixar o timbre do jeito que quer. E as possibilidades são enormes. Pode se ter uma pegada mais psicodélica, mais vintage, com mais ambiência… e por aí vai.

Não importa o que você quer, para (praticamente) tudo tem um pedal para te atender. Mas vale lembrar que nenhum pedal de efeito vai conseguir salvar um amplificador pobre em timbre. O pedal adiciona algum efeito ao timbre, mas até hoje não inventaram um pedal que corrige um timbre feio. Por isso, a necessidade de equilíbrio.

Gabinete (Ou Caixa) Para Guitarra (E Seu Alto-Falante)

A caixa que transforma o sinal elétrico em som merece um lugar de destaque. Saber investir no gabinete pode render um produto final diferenciado já que são dos alto-falantes que o som é efetivamente criado (antes dele é tudo elétrico)… e eles pode soar bem diferentes entre si.

Transformar o sinal elétrico em som não é algo direto e linear, cada alto-falante tem a sua maneira própria de fazer isso. E está aí a diferença entre eles. Alguns respondem mais a frequências graves, outros a frequências agudas, outros são mais equilibrados, alguns são mais adequados para sons limpos e outros para sons distorcidos. No fim das contas, é uma questão de gosto.

Lembre-se: o alto-falante transforma um sinal elétrico em som. Se for um sinal de baixa qualidade o som será de baixa qualidade (um bom alto-falante não vai melhorar o sinal elétrico).

Microfone e Interface de Áudio

Microfone é que nem o ouvido, percebe melhor algumas frequências do que outras. Os captadores de fontes sonoras (microfones) são os responsáveis pela definição da qualidade dos sinais de áudio captados. No final de toda a cadeia, se você quiser gravar o seu som vai precisar de um microfone e de uma interface de áudio.

Quanto melhor o microfone, mais equilibrado ele vai ser. Se você tiver um microfone e uma interface de áudio ruins, todo o trabalho será perdido (é como colocar uma pessoa que escuta mal para assistir ao show de uma grande banda).

Preço x Qualidade x Equilíbrio: Algumas Considerações Finais

  • Tudo dentro do set tem importância. Qualquer item de menor qualidade na linha do sinal vai comprometer o resultado final do timbre. Por isso não adianta gastar 10 mil reais em uma guitarra e 1 mil reais no resto do seu set. Equilíbrio! É preferível gastar 5 mil na guitarra e os outros 5 mil no restante do set.
    Tem um ditado que cabe perfeitamente aqui: “A corrente é tão fraca quanto o seu elo mais fraco.”
  • O set equilibrado é equilibrado em qualidade, e não em preço. Falamos de preço aqui no post porque qualidade é associada a preço na maioria das vezes, mas existem lá suas exceções. Se você pesquisar bem, vai descobrir que existem opções de altíssima qualidade no mercado que não necessariamente são caríssimas. Ao mesmo tempo, nem sempre pagar caro significa que o produto tem qualidade.
  • Se o seu objetivo for ter um set excepcional mas seu orçamento é apertado, talvez você tenha que comprar cada item por vez, e usar ele temporariamente em um set desequilibrado. Isso não tem nenhum problema, contato que seja: temporariamente!
    Se for investir mais em um item que nos outros, faça isso já se planejando para não passar muito tempo, por exemplo, com uma guitarra fenomenal em um set que estraga o seu timbre.

 

Gostou do post? Tem dúvidas, críticas ou comentários? Tem sugestões para os próximos tópicos? Não deixe de deixar sua participação!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *